sábado, 14 de março de 2009

Momento oportuno, ao extremo


Tudo se resume, a capítulos
em minha frente, nublada ansiedade.
Neste cumprimento, chamado vida,
ao qual vítimas, se esbarram
ao primeiro sentimento.

Ao extremo, ímpeto e falso
se fosse verdadeiro, tal impulso
saltaria a arrebatar o despeito.
Eu seria livre.

Primeiro alvitre a minha frente
simplesmente absurdo
não creio em nada, relaciono ao vácuo.
Amarrotado, quero um abraço, raciocínio,
infiel, apenas um abraço.

Me contradigo, em mais puro desterro
critico as opressões esperançosas.
Vai ver não precise disso
afinal, pra que esperança?
Sádica ilusão que escapa despedaçada.

Cintilantemente, os meus olhos.
Ultima desilusão, chega!
"Ora, adeus!"
Algum tempo da realidade
de outro tempo.

Passou, a mórbida tristeza do passado
vai, vai embora!
Reminiscências de criança me perseguem
e outra vez, comparação e por fim
conclusão.

Entristecer-me ao orgulho
do que foi
esperando, o que vai vir
esperando, novamente
CHEGA, é hora de se refugiar!

Deveras ser, última desilusão.

10 comentários:

FOXX disse...

lindo texto!
mas fazia tempo q vc não postava né?

A. Lichtenstein disse...

Lindo, lindo, lindo.
Guto buscando os textos no fundo do útero.
Meu cachorrón de talento. Te amo!

Fabiano (LicoSp) disse...

Muito bonito seu texto... adorei.
bem inspirador...

Rodrigo Brower disse...

Desilusões são necessárias, nós fazem olhar pra realidade, e vivermos mais o agora, e deixarmos de lado o 'idealizado'. Primeira vez por aqui, ótima semana pra ti.

- Peter disse...

"Neste cumprimento, chamado vida,
ao qual vítimas, se esbarram
ao primeiro sentimento."

Resaltando. hahaa
(L)

Bruno disse...

Eu amo o que sai das desilusões, na minha vida elas sempre tem uma função, fazem parte de um projeto maior, as desilusões são algo que me permite viver um pouco mais.
Permito-me alguns momentos de raiva e tristeza, o resto é de reflexão.

Bruna Uliana. disse...

Adorei a imagem, e você escreve muito bem.

Ornitorrinco Zen Mochileiro disse...

Bela imagem, texto confuso. Não Gostei,e não sei se de de poesia se diz algo além de gosto ou não gosto, mas gosto de saber que meu gosto é irrelevante, e continuar lendo. =)

Tataahzinha disse...

Oiiii! Meu blog mudou!
Agora é esse aqui: www.peripeciasdatatah.blogspot.com

Obrigada a todos que NUNCA me abandonaram e estiveram do meu lado mesmo depois do meu afastamento!
Quem me acompanhava, peço que acompanhem no outro e saiam do antigo tá?

e agora.. VAMO QUE VAMOOO que eu to de volta!
beeeijo

Beautiful Stranger disse...

in-oportunismo seria exagero, complexo seria fora do contexto; gostei da narrativa com evidentes traços personificados em trechos que (claro!!!), 99,9% não entenderão mesmo re-lendo tantas vezes quanto forem necessárias; lamento pela falta de tempo, aguardo sus visita...

;)
strangerbeautiful.blogspot.com